A16ª Edição – Projeto Ciência na Escola Da Fundação Ilídio Pinho, este ano subordinado ao tema “A Ciência na Escola ao Serviço do Desenvolvimento de Portugal”.

 

O Agrupamento José Sanches e São Vicente da Beira participa no projeto “Ciência na Escola” da Fundação Ilídio Pinho há 4 anos, tendo já ganho um 3.º lugar, no 2.º escalão com “Os sabores da nossa Terra e o seu queijo de urtigas” com a coordenação da professora Patrícia Santos e uma menção honrosa no projeto” Vamos todos Brincar”, sob a coordenação da professora Alda Costa, onde se realizou a adaptação de brinquedos para que crianças com necessidades educativas especiais pudessem usá-los sem qualquer limitação.
Este ano letivo, foram propostos dois projectos: o Tecno-Monumentos e o Tecno-Pedalar.
O projeto TecnoMonumentos, sob a coordenação da professora Marta Belo, tem como objetivo desenvolver um jogo de tabuleiro interactivo com questões sobre os monumentos, culturas e a gastronomia das diversas localidades do nosso agrupamento e do nosso concelho, Castelo Branco. O tabuleiro, imaginado e desenhado pelos nossos alunos do 5º ano, foi construído pelo FabLab de Castelo Branco. Este encontra-se dividido pelas aldeias e vila pertencentes ao nosso agrupamento e tem início com a nossa cidade, sede de concelho e distrito.
O jogo encontra-se em forma de puzzle, sendo necessário proceder à sua construção para inicialização do jogo, este encontra-se dividido em 8 partes, Castelo Branco e as freguesias do nosso agrupamento. Para se jogar é neces-sário o tabuleiro construído, dados e também 2 a 8 bee bot ou Doc (robôs).
Além de aumentar os conhecimentos académicos dos nossos alunos sobre as tecnologias e aplicações utlizadas na implementação deste projeto, pretende-se também promover o que é nosso dando a conhecer a nossa cultura aos nossos alunos, através de uma pesquisa exaustiva sobre os monumentos, culturas e a gastronomia das diversas localidades do nosso agrupamento.
O jogo foi divulgado no nosso Agrupamento a toda a comunidade escolar, os alunos jogaram com muito entusiasmo, emoção e alegria.
Relativamente ao Projeto TecnoPedalar, sob a coordenação do professor Miguel Reis, tem como objetivo promover a utilização da bicicleta para as deslocações e ao mesmo tempo aproveitar a energia despendida para o carregamento do telemóvel, criando para o efeito um protótipo de um carregador de telemóvel baseado na rotação da roda da bicicleta. Desenvolvemos já um carregador móvel que, conectado por um sistema elétrico ao painel de uma bicicleta, é apto a armazenar energia para carregar um dispositivo eletrónico.
O movimento das pedaladas gerará uma força que é transformada em corrente cinética e elétrica, que por sua vez servirá para alimentar o aparelho eletrónico.
pretendemos mostrar à comunidade que ao utilizarem a bicicleta para descobrir as paisagens maravilhosas da nossa região e do nosso país, estão a contribuir para um melhor meio ambiente e também é possível obter um carregador móvel recorrendo às fontes de energias naturais.
No fim de semana de 17 a 20 de maio marcámos presença no Fórum Castelo Branco, onde divulgámos a nossa ideia e a promovemos o nosso projeto e conseguimos algumas ideias para uma possível parceria para comercialização.
Agradecemos desde já a quem colaborou connosco nesta aventura na pessoa do Nuno Barata (Engenheiro mecânico), Nuno Costa (diretor do Fórum Castelo Branco, Vera Esteves (diretora de marketing do Fórum Castelo Branco), à Radio Castelo Branco (que sempre nos apoia na divulgação), FabLab e claro aos nossos professores Miguel Reis, Alda Costa, Marta Belo e Patrícia Santos bem como à Fundação Ilídio Pinho por nos possibilitar esta experiência .
O protótipo e o jogo encontram-se na nossa escola e deixamos o convite a quem nos quiser visitar: Venha experimentar o TecnoPedalar!
Venha também experimentar o jogo Tecnomonumentos!