Simulacro de um sismo na EB1 da Lardosa… O que devemos fazer?

Se estivermos na rua
Devemos afastar-nos de árvores, postes elétricos, muros e edifícios. Devemos ter cuidado com os cabos de alta tensão caídos e com os objetos que estejam em contacto com eles.
É importante procurar um local distante dos edifícios como as praças, jardins ou avenidas amplas e se vivemos no meio rural devemos dirigir-nos para um descampado.
As ruas devem ficar livres para os veículos de socorro passarem. Mas se estivermos a viajar com a família é conveniente ficar dentro do carro e esperar que tudo acalme até podermos ir para um local longe dos edifícios.
Se nos encontrarmos na praia quando um sismo ocorrer é possível que surja um tsunami. É conveniente ir rapidamente para uma zona alta e afastada da costa. Mas se estivermos numa embarcação devemos afastarmo-nos da costa e ir para o alto-mar.
Se estiver num local com grande concentração de pessoas
Ficar dentro do edifício até o sismo terminar, depois sair com calma, tendo atenção às paredes, chaminés, fios eléctricos, candeeiros e outros objecto que possam cair. Durante o sismo, não nos devemos precipitar para as saídas.
Depois de um sismo
Vamos cuidar da nossa família e dos mais vulneráveis se estivermos em casa. Na escola vamos ajudar os amigos e os professores.
É importante avaliar com atenção o que se passa à nossa volta e não nos precipitarmos. Se ficarmos presos podemos comunicar com o exterior batendo com algum objeto.
Não esquecer: é frequente existirem fugas de gás após um sismo, então não devemos acender fósforos ou isqueiros, nem ligar o interruptor mesmo que seja de noite. Vamos usar uma lanterna e cortar o gás, a água e a eletricidade por precaução.
Na nossa escola fizemos um simulacro e tudo correu bem…

Lardosa, 5 de novembro de 2018
Professora Dulce Luís